Links de Acesso

Camarões realiza primeiras negociações de paz com os principais separatistas


Protesto contra o conflito, Bamenda, Camarões, 2018 (M.E. Kindzeka/VOA)

Representantes do governo de Camarões mantiveram conversações, esta semana, com os principais líderes de uma insurgência separatista da região de língua ingresa, pela primeira vez, desde que o conflito começou em 2017, reporta a Reuters.

Julius Ayuk Tabe, o líder separatista mais proeminente que atualmente cumpre uma sentença de prisão perpétua, por acusações que incluem terrorismo, disse à Reuters que a reunião ocorreu na quinta-feira para discutir a possibilidade de um cessar-fogo.

A violência eclodiu em 2017, após uma repressão do governo a protestos pacíficos de advogados e professores falantes de Inglês, que se queixaram de ser marginalizados pela maioria de língua francesa.

Os combates causaram mais de 3.000 mortes e forçaram a fuga de centenas de milhares.

No ano passado, a Suíça mediou as negociações entre o governo e os líderes separatistas exilados, mas considerados menos influentes que Tabe, e as discussões não produziram resultados significativos.

Ambazônia

Tabe, que autodeclara-se presidente do estado independente de língua inglesa que os separatistas chamam Ambazônia, disse à Reuters que nove líderes separatistas participaram na reunião, que se seguiu a pedidos das Nações Unidas para um cessar-fogo.

"Tenha certeza de que continuamos comprometidos com a restauração da independência da pátria", disse Tabe em comunicado, sem fornecer mais detalhes sobre o conteúdo das negociações.

Oficiais do governo não comentaram de imediato sobre a reunião.

A reunião foi confirmada por uma fonte de segurança que disse que a abertura das autoridades às negociações refletia o cansaço da população após três anos de conflito que não conseguiram obter um vencedor claro.

"Essa guerra nos fez ver a resiliência dos anglófonos do ponto de vista ideológico", disse ele, acrescentando que a pressão internacional pelo fim do conflito também forçou a mão do governo.

A divisão linguística dos Camarões remonta ao final da Primeira Guerra Mundial, quando a Liga das Nações dividiu a antiga colônia alemã de Kamerun entre os aliados franceses e britânicos.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG