Links de Acesso

Cabo Verde: Vigilantes de segurança privada exigem melhores condições


Manuel Barros

Vigilantes de segurança privada, em Cabo Verde, protestam o não cumprimento da promessa de aumento salarial e outras condições de trabalho.

O presidente do Sindicato Nacional dos Agentes de Segurança Privada, Manuel Barros, disse que o Governo e as empresas de segurança assinaram um acordoem 2017, com a promessa de introduzir melhoriassalariais de até dois mil e vinte, facto que não aconteceu.

O sindicalista explica que foi pedido mais um tempo para aplicação da medida em Maio do corrente ano,promessa que voltou a não ser cumprida, daí a convocação da greve.

Em resposta, o presidente da Associação das Empresas de Segurança Privadadiz compreender a preocupação dos profissionais, mas alega que as empresas não estão em condições de proceder ao aumento enquanto não terem melhorado os contratos comentidades para quem prestam serviço.

"Tivemos reuniões com o Governo, que está disponível e a acompanhar o processo a fim de encontrar as melhores alternativas para que as empresas possamcumprir com a grelha salarial", disse Francisco Nascimento.

Acompanhe:

sindicato nacional dos agentes de segurança privada
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:00 0:00


Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG