Links de Acesso

Cabo Verde propõe a Angola legalização de imigrantes nos dois países


Ulisses Correia e Silva, primeiro-ministro de Cabo Verde

Ulisses Correia e Silva apresenta proposta ao Presidente João Lourenço

O primeiro-ministro de Cabo Verde propôs ao chefe da diplomacia angolana a criação de um mecanismo de regularização dos cidadãos de ambos os países em situação que residam há mais de três no outro Estado.

Sem revelar a posição de Luanda sobre o assunto, Manuel Augusto revelou que a proposta do Executivo da Praia foi apresentada no encontro entre as duas delegações lideradas pelo Presidente angolano, João Lourenço, e o chefe do Governo cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, realizado nesta segunda-feira, 30, em Luanda.

“As duas partes acordaram em criar condições técnicas e legais que permitam a identificação e legalização dos seus cidadãos, residentes em ambos os Estados. A parte cabo-verdiana manifestou o seu profundo reconhecimento pelo actual processo em curso, que permitiu regularizar de forma extraordinária, a situação migratória dos cidadãos cabo-verdianos residentes em Angola e solicitou a sua continuidade, com base em estudos a serem realizados pelos organismos competentes”, acrescentou Manuel Augusto.

Entretanto, segundo Augusto, os dois governos vão “continuar a trabalhar para atender às especificidades de cidadania das comunidades mais antigas e seus descendentes, residentes em Angola e Cabo Verde”.

João Lourenço
João Lourenço

O primeiro-ministro cabo-verdiano encontrou-se no domingo, 29, com a comunidade radicada em Angola e prometeu ajudar os mais carentes.

Antes de deixar Angola nesta terça-feira, 1, Correia e Silva reúne-se com empresários e personalidades angolanas.

Integram a delegação cabo-verdiana o ministro dos Negócios Estrangeiros, Luís Filipe Tavares, e o ministro de Estado, dos Assuntos Parlamentares e Presidência do Conselho de Ministros e ministro do Desporto, Fernando Elísio Freire

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG