Links de Acesso

Cabo Verde: Autoridades devem criar mais emprego e condições para a diáspora, dizem analistas


Cidade da Praia, Cabo Verde

Os cabo-verdianos dizem que o arquipélago conheceu grandes ganhos nos 45 anos, de independência mas ressalvam a necessidade de criação de mais emprego.

Na opinião do jornalista Daniel Almeida a aposta acertada do Governo na área social, a abertura democrática e liberdade económica a partir 1991 constituem os principais ganhos do arquipélago nos últimos45 anos.

No entanto, Almeida diz que há desafios ainda a vencer, nomeadamente a criação de mais empregos, sobretudo para os jovens muitos dos quais com formação superior, bem como a política habitacional para haja maior inclusão das populações com mais vulnerabilidade, visando corrigir as desigualdades sociais.

No processo de desenvolvimento Cabo Verde, a contribuição dos emigrantes tem sido degrande relevância. Além do envio de remessas em divisas, os emigrantes têm construído habitações e estabelecimentos comerciais, proporcionando emprego e ajuda para muitas famílias. No campo musical, as comunidades emigradas muito fizeram para a promoção da identidade da sua terra.

As autoridades políticas do arquipélago implementaram algumas medidas para facilitar a maior ligação dos emigrantes com a terra mãe e a sua participação na vida política, social e económica e desportiva do país. Entre os ganhos constam o direito ao voto e a aprovação do estatuto do emigrante investidor.

No entanto, o investigador na área de migração, Francisco Carvalho realça a necessidade de se dar maior atenção aos emigrantes, destacando a importância dacriação do conselho das comunidades, um espaço segundo ele, que funcionaria como verdadeiro parlamento dos emigrantes.

Acompanhe:

Cabo Verde: Autoridades devem criar mais emprego e condições para a diáspora, dizem analistas
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:02 0:00


Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG