Links de Acesso

Cabo Delgado: Terroristas matam seis pessoas, após autoridades anunciarem a eliminação de um dos seus líderes


Macomia, Cabo Delgado, Moçambique

Residentes narram cenário de insegurança

Terroristas mataram seis civis, na sexta-feira, 28, na aldeia Iba, em Meluco, cerca de 20 quilómetros da sede distrital de Macomia, poucas horas antes do Comandante-geral da Polícia moçambicana anunciar a eliminação de mais um líder terrorista em Cabo Delgado.

A informação foi avançada à VOA, nesta segunda-feira, 31, por várias fontes locais, descrevendo uma fuga generalizada da população, que se encontra deslocada em três bairros de Macomia-sede.

Residentes contaram que o grupo de seis homens invadiu a aldeia disparando metralhadoras automáticas, no início da tarde de sexta-feira, antes de saquear alimentos, na aldeia e raptar cerca de 10 mulheres e crianças, e torturar outros vários moradores.

“Quando chegaram, eles atacaram, nas machambas (onde continua escondida a população), e pegaram duas crianças, forçaram que os levassem até as casas dos milicianos (patrulha local), antes de matar os civis”, disse Rosário Amade, sobrevivente agora deslocado em Macomia.

Um outro sobrevivente, Amade Magrinho, disse que escapou após ter feito referência à expressão árabe “Allah Akbar”, o mesmo que “Deus grande”.

“Quando comecei a gritar, eles me deixaram (…) se não teria história a contar a esta hora”, disse Magrinho.

Além de Iba, o grupo armado já havia atacado, na semana passada, as aldeias Pitolha, Citati e 1º de Maio, o que forçou muitas pessoas, a maioria também deslocadas, a abandonar a sede distrital de Meluco.

Contactadas, por email e telefone, as autoridades não confirmaram de imediato o ataque.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG