Links de Acesso

Cabo Delgado: Suspeitos insurgentes matam 20 pessoas em ritos de iniciação


Ritos, Foto: Rui Namburete, filme Djando, de Sónia André.

Suspeitos militantes decapitaram, pelo menos, 20 homens e adolescentes, participantes de uma cerimónia de iniciação masculina, em Cabo Delgado, norte de Moçambique, reporta a AFP citando fontes locais.

Trata-se do mais recente incidente violento naquela zona do norte do país, que desde 2017 tem sido atacada por suspeitos militantes islâmicos.

A AFP escreve que os corpos desmembrados de, pelo menos, cinco adultos e 15 meninos foram encontrados na segunda-feira, 2, espalhados numa floresta no distrito de Muidumbe.

"A polícia soube do massacre cometido pelos insurgentes, por meio de relatos de pessoas que encontraram cadáveres na floresta", disse à AFP um oficial do distrito vizinho de Mueda, que pediu para não ser identificado.

“Foi possível contar 20 corpos espalhados por uma área de cerca de 500 metros”, acrescentou.

Uma trabalhadora humanitária, também no anonimato, disse que "eram jovens que estavam numa cerimônia de ritos de iniciação acompanhados por seus conselheiros”.

Ela disse que alguns dos meninos eram daquela área, e que os seus restos mortais foram entregues aos familiares para sepultamento, na terça-feira, 3. “Os corpos já estavam se decompondo e não puderam ser mostrados aos presentes," disse.

Segundo a reportagem da AFP, as autoridades moçambicanas ainda não comentaram as mortes. A polícia local não respondeu a vários telefonemas da AFP fora do horário de expediente.

Reporta-se que os suspeitos militantes islâmicos, que operam na área, atacaram várias aldeias próximas, no fim de semana, saqueando e incendiando casas antes de se retirarem para o matagal circundante.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG