Links de Acesso

Cabo Delgado: Insurgentes mataram oito trabalhadores de construção civil


Localização geográfica de Mocímboa da Praia, Moçambique

Oito trabalhadores da empresa Fenix Construction foram mortos, em finais de junho, por insurgentes, em Cabo Delgado, norte de Moçambique.

Um comunicado da empresa visto pela VOA diz que as vítimas estavam numa viatura que foi atacada a 27 de junho, “por cinco insurgentes, aproximadamente a 4 km do lado norte da Mocímboa da Praia”.

A viatura transportava 14 pessoas. “Três estão desaparecidas, e outras três conseguiram escapar sem ferimentos”, diz a empresa.

Os três sobreviventes, segundo a empresa, “contam que os cinco insurgentes vestidos de uniforme do exército militar similar aos das Forças de Defesa de Moçambique, bloquearam o veiculo e logo a seguir abriram fogo, tendo morto imediatamente o motorista”.

A Fenix não conhece a situação dos três desaparecidos e remete a explicação do sucedido às autoridades locais, que nunca fizeram referência da emboscada. Os mortos foram enterrados no dia 3 deste mês em Palma, onde a empresa opera.

O Centro para a Democracia e Desenvolvimento, A organização CDD, que monitora o conflito em Cabo Delgado, escreve no seu boletim que o ataque contra a viatura da Fenix “aconteceu no mesmo dia em que os terroristas estavam a atacar a vila da Mocímboa da Praia”.

Além de matar e destruir casas e instituições, o referido ataque criou uma nova vaga de deslocados. O CDD escreve que “Mocímboa da Praia é hoje uma vila reduzida a escombros. Uma vila fantasma onde só circulam os efetivos das FDS (forças de defesa e segurança)”.

Os ataques em Cabo Delgado, diz o Governo, são feitos por insurgentes ligados ao Estado Islâmico.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG