Links de Acesso

Cabo Delgado: Banco Mundial aloca 200 milhões de dólares para a reconstrução


Moçambique, campo de deslocados 25 Junho, Metuge, Cabo Delgado

O Banco Mundial decidiu disponibilizar 200 milhões de dólares para um plano de reconstrução da província moçambicana de Cabo Delgado, afectada por ataques jihadistas, enquanto a petrolífera francesa Total apoia com 1.5 milhão de dólares um programa de formação de jovens em distritos assolados pela violência.

Uma delegação do Banco Mundial, terminou, no fim-de-semana, uma missão de avaliação da crise humanitária e dos projectos de desenvolvimento em Cabo Delgado.

Peter Leonard, chefe da equipa, afirmou que dada a gravidade da situação, é necessário intensificar o trabalho de assistência, sendo por isso que, neste momento, o Banco Mundial tem grandes projectos de agricultura, educação, saúde e meio urbano.

Banco Mundial disponibiliza 200 milhões de dólares
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:39 0:00

Acrescentou que a situação é mais dramática no distrito de Mueda, "onde encontrámos pessoas que estão a enfrentar sérias dificuldades, e o Banco Mundial já começou a responder a essa situação".

Refira-se que cerca de metade dos 200 milhões de dólares será aplicada em projectos de agricultura, água e saneamento e saúde, entre outros.

Entretanto, 2. 500 jovens dos distritos de Mocímboa da Praia e Palma, afectados por ataques violentos, bem como do distrito de Pemba, estão a beneficiar de um projecto de formação profissional, financiado pela Total Energies.

O director da Total Energies em Moçambique, Maxime Rabilloud, disse que o projecto, com uma duração prevista de cinco anos, está orçado em cerca de 1.5 milhão de dólares.

Mais notícias sobre Cabo Delgado

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG