Links de Acesso

Cabindenses criticam discurso de João Lourenço


O discurso sobre o estado da nação de João Lourenço na abertura do ano parlamentar não foi recebido com agrado por parte de organizações da sociedade civil em Cabinda

Arão Bula Tempo do Movimento da Reunificação do Povo de Cabinda para a sua Soberania, Alexandre Kwanga da Associação para o Desenvolvimento e Cultura de Direitos Humanos e Simão Lwemba da associação Clareza e Amor consideram que João Lourenço não foi realista ao se referir a projectos para Cabinda.

Em alguns casos mesmo, dizem os activistas, o presidente angolano faltou com a verdade.

No discurso sobre o estado da nação João Lourenço referiu-se a oitocentas residências e a questão do porto de águas profundas de Cabinda. Alexandre Kwanga da associação ADCDH garante que nunca viu casas nenhumas.

"Nunca vimos (as 887 casas) não existem, Não é verdade, e o presidente João Lourenço vai ser levado ao precipício e ao descrédito pelos seus auxiliares como ja aconteceu aqui em Cabinda”, disse.

“Isto são as consequências de se fugir ao dialogo com a sociedade civil de Cabinda", acrescentou

Quem também diz nunca ter visto as casas referidas pelo chefe de estado em Cabinda é Arão Tempo do Movimento de Reunificação do Povo de Cabinda para a sua Soberania.

"Nunca foram construídas essas casas aqui em Cabinda, Não há nenhum projecto realizado desde a tomada de posse de João Lourenço, não há e eu vivo aqui Não vejo onde estão estas casas quais são estes projectos em Cabinda, são inexistentes", disse.

Quanto a construção do porto Simão Lwemba da Associação Clareza e Amor diz que Não passa de mera propaganda.

"O próprio Joao Lourenço quando foi a Cabinda havia dito que nunca construiria um porto de águas profundas em Cabinda porque isso seria dar independência ao povo cabindense”, disse

“Aliás estas promessas de projectos já vem desde o governador Augusto Tomas, Anibal Rocha, Mawete, Aldina Dalomba, Eugenio Laborinho nunca se fez nada nós temos certeza que estamos excluídos em qualquer projecto de João Lourenço", disse

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG