Links de Acesso

Câmara dos Representantes vota processo de impugnação de Donald Trump


Presidente americano pode ser o terceiro a sofrer um processo de impugnação

A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos vota nesta quarta-feira, 18, o processo de impugnação do Presidente Donald Trump que, a ser aprovado pelos democratas que detêm a maioria, torna-se o terceiro Chefe de Estado a ser alvo de um processo do tipo.

O relatório diz que Trump "traiu o cargo" ao pressionar a Ucrânia a investigar adversários políticos em benefício próprio e que os supostos crimes, de abuso de poder e obstrução do Congresso, praticados pelo presidente "colocam o país em risco".

Em causa está uma conversa telefónica com o seu homólogo ucraniano Volodymyr Zelensky, a 25 de Julho, na qual Trump pediu que investigasse se o ex-vice-presidente democrata Joe Biden contribuiu para que se cancelasse um inquérito sobre uma empresa onde seu filho, Hunter Biden, trabalhava naquele país.

Câmara dos Representantes vota hoje processo de impugnação de Donald Trump
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:33 0:00

A decisão final depende de uma votação no Senado, controlada pelos republicanos que, já anunciaram, não votarão a favor da impugnação do Presidente.

Trump acusa Pelosi de declarar guerra à democracia

Entretanto, na terça-feira, 17, Donald Trump enviou uma carta de seis páginas à lider democrata na Câmara dos Representanes, Nancy Pelosi, na qual diz que o processo é uma tentativa de golpe e acusa a democrata de declarar guerra à democracia.

Para o Presidente, "a impugnação representa um abuso de poder inconstitucional e sem precedentes por parte dos parlamentares democratas, sem nada parecido em dois séculos e meio de história do Legislativo americano"

"Ao levar adiante seu [processo de] inválido de impugação, você viola seu juramento ao cargo, você viola seu compromisso com a Constituição e declara guerra contra a democracia americana", acrecentou o Presidente.

Trump também pediu ao Partido Democrata que cancele "imediatamente" o processo de impugnação.

"Enquanto eu não tenho expectativa alguma de que você fará isso, eu escrevo esta carta para a História e para colocar meus pensamentos num registo permanente e inapagável", escreveu o Presidente para, segundo ele, "quando as pessoas se relembrarem dessa história, eu quero que elas entendam e aprendam com ela, para que nunca mais ocorra com outro Presidente".

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG