Links de Acesso

Câmara dos Representantes cancela sessão por ameaça de ataque em Washington


Capitólio, sede do Congresso dos Estados Unidos, Washington

Grupos de extrema direita circularam informação de que Donald Trump seria empossado a 4 de Março para o segundo mandato

A Câmara dos Representantes dos EUA cancelou a sessão desta quinta-feira, 4, depois de a Polícia do Capitólio ter alertado hoje para uma possível conspiração de uma milícia de extrema direita para assaltar o edifício, tal como aconteceu a 6 de Janeiro quando apoiantes do antigo Presidente Donald Trump invadiram o Congresso.

A Câmara tinha na agenda a votação de um projecto de reforma da polícia.

Grupos de extrema direita fizeram circular uma informação falsa, assente numa teoria de conspiração, de que o antigo Presidente Trump seria empossado a 4 de Março para um segundo mandato.

"O Departamento de Polícia do Capitólio dos Estados Unidos está ciente e preparado para qualquer ameaça potencial aos membros do Congresso ou ao complexo do Capitólio", assegurou a corporação em comunicado, no qual adiantou estar a trabalhar com agências locais, dos Estados e federais "para impedir quaisquer ameaças ao Capitólio".

"Levamos a informação de inteligência a sério", concluiu a polícia sem revelar mais detalhes.

Recorde-se que depois do assalto ao Capitólio a 6 de Janeiro, o Departamento de Justiça acusou mais de 300 pessoas.

Entretanto, o Senado mantém, até agora, a sessão que deve começar a analisar a proposta de ajuda financeira no valor de 1,9 biliões de dólares como forma de aliviar o impacto da pandemia nas famílias e negócios, bem como fundos para a reabertura de escolas e vacinas.

Entre os que foram detidos estavam membros de grupos de extrema direita chamados Oath Keepers, Three Percenters e Proud Boys.

Os Oath Keepers e os Three Percenters são milícias armadas.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG