Links de Acesso

Câmara dos Representantes aprova impugnação de Donald Trump


Processo segue para julgamento no Senado

A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos votou nesta quarta-feira, 18, a favor da impugnação do Presidente Donald Trump, sob acusações de abuso de poder e obstrução da justiça.

Enquanto no primeiro artigo, abuso de poder, votaram 230 deputados a favor e 197 contra, no segundo, obstrução da justiça, houve 229 deputados a favor e 198 contra.

O processo será enviado em breve ao Senado para julgamento, presidido pelo presidente do Supremo Tribunal, John Roberts, provavelmente em Janeiro.

Com esta votação, Trump é o terceiro Presidente alvo de um processo de impugnação, depois de Andrew Johnson e Bill Clinton.

Tal como os demais, ele permanecerá na Casa Branca porque os republicanos controlam o órgão.

Longo debate

A votação foi precedida por um debate que durou mais de 10 horas, no qual discursaram deputados dos partidos Democrata e Republicano, expondo seus pontos de vista a favor e contra o processo..

Enquanto isso acontecia, Trump participava num comício em Battle Creek, no Estado de Michigan.

"Não parece que estamos a sofrer uma impugnação", disse Trump à multidão, reiterando que “ o país está indo melhor do que nunca. Não fizemos nada de errado. Temos um tremendo apoio no Partido Republicano como nunca tivemos antes", afirmou.

Na abertura da votação, a presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, disse que os deputados estavam ali para "defender a democracia pelo povo".

"Eu abro solene e tristemente o debate sobre a impiugnação do Presidente dos Estados Unidos", disse.

No Senado

No Twitter, Trump respondeu indignado, dizendo que eram "mentiras atrozes da esquerda radical".

"Isto é um ataque à América e um ataque ao Partido Republicano", escreveu.

O passo seguinte é a escolha de parlamentares para servirem como procuradores junto do Senado, mas, antes, a presidente da Câmara, Nancy Pelosi, disse que vai reunir a liderança democrata e ver como será o processo no Senado.

O julgamento no Senado que irá determinar se Trump será ou não removido do cargo deve começar no início de janeiro, de acordo com a previsão do líder da maioria no Senado, o republicano Mitch McConnell.

Para perder o mandato, Trump teria de ser condenado por dois terços do Senado, mas os republicanos têm uma maioria de 53 senadores que já indicaram que votarão contra o processo de impugnação.

O presidente do Supremo Tribunal, John Roberts, deve presidir o julgamento.

O inquérito de impugnação foi aberto após a revelação de um telefonema entre Donald Trump e o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, a25 de Julho, na qual o Presidente americano pediu ao homólogo que investigasse negócios do filho do antigo vice-presidente americanio Joe Biden, apontado como provável candidato democrata à eleição de 2020.

Na altura, a ajuda militares de quase 400 milhões de dólars para Ucrânia estava congelada, alegadamente pela Administração Trump até que a tal investigação fosse iniciada.

O Presidente classificou sempre o processo “uma farsa” e uma “caça às bruxas”.

Câmara dos Representantes vota hoje processo de impugnação de Donald Trump
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:33 0:00

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG