Links de Acesso

Bubo Na Tchuto arguido por branqueamento de capitais


Almirante Bubo Na Tchuto (Foto de Arquivo)

Antigo chefe de Estado Maior da Armada foi ouvido no Ministério Público

O Ministério Público da Guiné-Bissau constituio o antigo chefe de Estado Maior da Armada, José Américo Bubo Na Tchuto, arguido por alegada prática de crime de branqueamento de capitais.

A notícia foi avançada pelo jornal digital Capital News, que cita fonte ligada ao processo.

O despacho do Gabinete de Luta Contra Corrupção e Delitos Económicos, conhecido nesta quinta-feira, 11, sustenta que o oficial militar, de 71 anos, teria feito movimentações nas suas contas e da sua empresa em alguns bancos comerciais de Bissau com valor de origem duvidosa.

A audição nesta quinta-feira, de Bubo Na Tchuto, foi, entretanto, suspensa por alegado “mal-estar” do militar e será retomada no próximo dia 18 de Março.

Recorde-se que o antigo chefe da Marinha guineense esteve detido nos Estados Unidos por cerca de três anos, entre 2013 e 2016, condenado por tráfico internacional de droga.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG