Links de Acesso

Britânico que fugiu para Cabo Verde é extraditado para o seu país


Supremo Tribunal de Justiça, Praia, Cabo Verde

Ele foi condenado por crimes de evasão fiscal e falsificação de documentos

O Estado de Cabo Verde extraditou no passado dia 3, um cidadão britânico condenado no seu país pelos crimes de evasão fiscal e falsificação de documentos e que foi detido no arquipélago.

Sem citar o nome do cidadão nem quando foi detido em Cabo Verde, a Procuradoria-Geral da República (PGR) informa em nota divulgada nesta terça-feira, 8, que o processo transitou no Tribunal da Relação de Barlavento, que determinou a sua extradição.

Ele tinha sido condenado no Reino Unido “pelos crimes de evasão fraudulenta do Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) e fornecimento de documentos falsos no âmbito da Lei do IVA, e ainda acusado da prática de um crime de lavagem de capitais”.

A defesa do britânico recorreu ao Supremo Tribunal de Justiça, “que no dia 21 de Dezembro, confirmou a decisão”, diz a PGR, destacando que “ficou assim concluído o último dos pedidos de extradição entrados em Cabo Verde no ano judicial anterior”.

Refira-se que a 16 de Outubro de 2021 as autoridades cabo-verdianas extraditaram para os Estados Unidos o empresário colombiano e enviado especial do Governo da Venezuela, Alex Saab, depois de ter sido detido a pedido da justiça americana que o acusa de lavagem de dinheiro.

A extradição dele foi também aprovada pelo Tribunal da Relação de Barlavento.

Saab está a ser julgado em Miami e, a 10 de Junho, o juiz vai analisar o recurso da defesa que alega a sua imunidade diplomática.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG