Links de Acesso

Brasil ultrapassa as 400 mil mortes devido à pandemia da Covid-19


Homem é atendido por técnicos de saúde em Brasilia

Bolsonaro reitera que não vai decretar confinamento mas lamenta mortes

O Brasil ultrapassou na quinta-feira, 29, a barreira dos 400 mil mortos devido à Covid-19, com o Presidente Jair Bolsonaro a lamentar as mortes e a criticar o confinamento.

Desde Março de 2020, o país registou 401.417 mortos, dos quais 3.074 nas últimas 24 horas.

Em casos confirmados, 14.592.886 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 69.079 desses confirmados entre quarta e quinta-feira.

Na sua habitual transmissão ao vivo nas redes sociais, o Presidente lamentou as mortes.

“Lamentamos as mortes. Chegou a um número enorme de mortes agora aqui, não é?”, afirmou em jeito de pergunta o Presidente, acrescentando que “o coronavírus ficará para sempre”, mas que o seu Governo “não fechou o comércio, nem falou que todo o mundo tinha que ficar em casa”.

“Esperamos que não haja uma terceira vaga por aí, pedimos a Deus que não haja, mas temos que enfrentar”, acrescentou Bolsonaro, no dia em que o país afirma-se como o segundo com mais mortes no mundo, a seguir aos Estados Unidos.

Desde terça-feira, decorre uma Comissão Parlamentar de Inquérito no Senado que vai investigar as responsabilidades do Governo na gestão da pandemia.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG