Links de Acesso

Brasil é o sexto país mais poluidor do mundo


Desmatamento na Amazónia em 2018 subiu 8,5 por cento

O Brasil é o sexto país que mais emite gases do efeito estufa no mundo, revela a 7ª edição do Sistema de Estimativas de Emissões de Gases de Efeito Estufa (SEEG), divulgada nesta terça-feira, 5, pelo Observatório do Clima, uma rede de organizações com mais de 40 membros.

As emissões aumentaram 0,3% em 2018 após dois anos de quedas sucessivas, devido à mudança de uso do solo, responsável por 44% das emissões do Brasil.

Na prática, 44% das emissões de gases poluentes do país no ano passado estão ligadas ao desmatamento (mudança de floresta para área degradada), degradação de solo, entre outros factores.

Dados da plataforma Mapbiomas indicam que de 2017 para 2018 o Brasil perdeu 109,3 milhões de hectares de florestas, dos quais 75,2 milhões viraram pastagens.

O desmatamento na Amazónia em 2018 subiu 8,5%, com incidência no Estado do Pará.

Numa análise nacional, apesar do aumento do desmatamento na Amazónia, houve redução de 10,9% na taxa de desmatamento na parte seca.

As actividades da agropecuária estão em segundo lugar no índice de emissões do Brasil, responsável por 25% da produção dos gases poluentes, ligadas à fermentação, solos agrícolas, gestão de detritos de animais, cultivo de arroz e queima de resíduos agrícolas.

No índice de Estados mais poluentes, Pará, Mato Grosso e Minas Gerais lideram.

A nível mundial, Brasil é a sexta nação que mais emite gases do efeito estufa (2,9%), se excluído os 28 países que compõem o bloco da União Europeia.

O índice é liderado pela China, responsável por 23,% das emissões globais, seguida por Estados Unidos (12,9%), Índia (6,5%), Indonésia (5,1%) e Rússia (4,2%).

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG