Links de Acesso

Bolsonaro visita Rússia em meio a alertas internacionais sobre a crise da Ucrânia


Jair Bolsonaro e Vladimir Putin em visita oficial do Brasil à Rússia na Quarta-feira, 16 de Fevereiro

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, fez uma visita oficial a Vladimir Putin na Rússia na Quarta-feira, 16 de Fevereiro, para discutir as relações bilaterais entre os dois países. O encontro ocorreu apesar das advertências ocidentais de que a Rússia poderia invadir a Ucrânia em breve.

Depois do encontro, Bolsonaro afirmou a repórteres que ele conversou com Putin sobre a crise na Ucrânia, mas que não deixou nenhuma mensagem específica além do apoio brasileiro a uma resolução pacífica. “Disse a Putin que o Brasil apoia qualquer país que busque paz. E essa é a intenção dele”, disse Bolsonaro na Quarta-feira.

A viagem do presidente brasileiro frustrou aqueles que sugeriram que ele cancelasse a viagem, incluindo o governo dos EUA e membros de seu próprio gabinete. A visita foi planeada bem antes do surgimento da crise na Ucrânia e o foco, segundo Bolsonaro, foi o comércio bilateral.

Dois altos funcionários do Ministério das Relações Exteriores do Brasil disseram à Associated Press que receberam mensagens de funcionários dos EUA dizendo que o momento da viagem é inoportuno e transmite indiferença brasileira às ameaças de invasão.

O porta-voz do Departamento de Estado dos Estados Unidos, Ned Price, afirmou em coletiva na Quarta-feira que o órgão americano espera “que o presidente Bolsonaro tenha aproveitado esta oportunidade, este encontro com o presidente Putin, para reforçar as próprias mensagens que estão consagradas nos valores que compartilhamos e que são parte integrante da política internacional baseada em regras.”

Jair Bolsonaro e Vladimir Putin em visita oficial do Brasil à Rússia na Quarta-feira, 16 de Fevereiro
Jair Bolsonaro e Vladimir Putin em visita oficial do Brasil à Rússia na Quarta-feira, 16 de Fevereiro

Um dos temas debatidos durante a visita de Bolsonaro a Putin foi o comércio bilateral entre os dois países, já que a Rússia é uma importante fonte de fertilizantes para a potência agrícola da América do Sul. Outro assunto levantado foi o interesse brasileiro em pequenos reatores nucleares fabricados pela estatal russa de energia nuclear Rosatom.

Bolsonaro seguiu viagem para a Hungria nesta Quinta-feira, e deve retornar ao Brasil na Sexta-feira.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG