Links de Acesso

Guiné-Bissau perde luta contra sacos de plástico

  • Lassana Casamá

Plásticos impedem alimentação do lençol freático

Ambientalista denuncia prejuízos contra o ambiente

Na Guiné-Bissau, os comerciantes têm resistido à lei que proíbe a venda de sacos plásticos.

A decisão governamental foi saudada, em 2013, pelos ambientalistas, mas a sua aplicação têm-se deparado com muita resistência.

Várias campanhas de sensibilização foram desenvolvidas pelas autoridades governamentais e entidades que lutam pela preservação do meio ambiente.

Apesar de todas estas investidas, tem-se notado muita resistência, sobretudo dos comerciantes, que importam sacos plásticos dos países vizinhos, nomeadamente a partir do Senegal, da Guiné-Conacri e da Gãmbia.

Eles afirmam que não é intencional desafiar a lei.

Opiniões diversas dos feirantes registadas pela VOA reconhecem, aliás, os efeitos nocivos dos sacos plásticos ao meio ambiente, mas defendem a ausência de uma politica alternativa à sua erradicação no mercado.

Trata-se de uma lei, cujo conteúdo é do domínio público.

Todavia, garantem os consumidores, enquanto não houver outra opção, não há como deixar de usar os sacos plásticos.

Em diferentes ocasiões e abordagens técnicas, os ambientalistas têm falado muito das consequências do uso de sacos plásticos.

Um desses actores é Nelson Dias, representante da União Internacional para Conservação de Natureza (UICN) que, a propósito dos efeitos a curto e longo prazo de sacos plásticas.

”O que está a acontecer é que estamos a utilizar sacos plásticos e os nossos solos estão a ficar saturados. Quando a água das chuvas cai, em vez de infiltrar para alimentarem o lençol freático, vai para o mar. Quer dizer estamos a enfraquecer o nosso lençol freático”, explica Dias.

No meio desta disputa de interesses ou de posições entre os ambientalistas e comerciantes, a empresa pública, INACEP, especializada na impressão, disponibilizou-se a confeccionar embalagens em papel reciclável, evitando, assim, o uso de sacos plásticos.

A iniciativa da administração da citada empresa, no entanto, ficou apenas nas intenções, pois não houve medidas de seguimento ou de pressão necessária junto dos vendedores, salvo raras excpeções.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG