Links de Acesso

Biden deve anunciar a oferta de mais 500 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 ao mundo


Joe Biden discursa na Assembleia Geral das Nações Unidas, 21 de Setembro de 2021

Presidente americano participa hoje numa cimeira sobre a Covid-19, em paralelo com a Assembleia Geral das Nações Unidas

O Presidente dos EUA, Joe Biden, deve anunciar nesta quarta-feira, 22, a compra de mais 500 milhões doses de vacinas contra a Covid-19 para distribuição a países em desenvolvimento no próximo ano.

Este novo pedido junta-se às 500 milhões de doses fabricadas pela Pfizer e BioNTech que já começaram a ser distribuídas.

No total, os Estados Unidos pretendem entregar mil milhões de doses a uma centena de países.

“Para cada dose que aplicamos num braço americano até agora, vamos doar três doses a nível global”, escreveu hoje no Twitter o secretário de Estado, Antony Blinken.

Biden deve fazer o anúncio numa cimeira virtual sobre a Covid-19, a acontecer em paralelo à Assembleia Geral da ONU, que decorre em Nova Iorque.

Espera-se que o Presidente americano reitere o seu empenho em atingir a meta da Organização Mundial da Saúde (OMS) de vacinar pelo menos 70% da população mundial no próximo ano, ao mesmo tempo que deve encorajar outros países ricos a intensificarem os seus esforços na luta contra a pandemia.

O director-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse em junho que para atingir aquela meta seriam necessárias 11 mil milhões de doses de vacinas.

No seu discurso na terça-feira na ONU, Joe Biden destacou as mais de 160 milhões de doses que os EUA já foram enviadas a mais de 100 países, um total superior às ofertas de todos os demais países do mundo.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG