Links de Acesso

Benguela: Procuradoria diz que fala-se de corrupção mas não há queixas oficiais


Palácio provincial de Benguela

O Procurador-Geral adjunto de Benguela disse que apesar de denúncias públicas de corrupção na província não há participação desses casos junto do ministério público ou na polcia.

‘’Desvios de fundos públicos e crimes contra o património devem merecer prioridade em relação a outros serviços, conforme a orientação da superestrutura”, disse.

“O que falta é a participação, não digo que não haja, mas ninguém teve a coragem de vir ao Ministério Público ou a Polícia para participar’’, acrescentou.

A VOA procurou a versão do Serviço de Investigação Criminal (SIC), num contacto com o porta-voz do Ministério do Interior em Benguela, Pinto Caimbambo, que não alinha na tese da falta de denúncias

‘’É um assunto que em tempo oportuno nós podemos abordar, haverá tempo’’, disse sem querer entrar em mais pormenores.

O activista cívico José Patrocínio, coordenador da OMUNGA, estranha o pronunciamento da PGR.

‘’Há casos extremamente públicos, a PGR deve basear-se nas denúncias, tomando em conta a gravidade das mesmas, e abrir processos para investigar’’, diz Patrocínio.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG