Links de Acesso

Benguela: Polícia prende administrador do Balombo e colaboradores por suspeita de corrupção


Operação da SIC, Benguela

O Serviço de Investigação Criminal (SIC) deteve, na quinta-feira, 9, o administrador municipal do Balombo, na província angolana de Benguela, Júlio da Silva Cuanza Santos, e quatro colaboradores seus por suspeita de associação criminosa, tráfico de bens roubados e outros crimes, soube a VOA de fontes judiciais.

Com o também primeiro secretário municipal do MPLA, estão presos na penitenciária do Lobito, Manuel Tchitumba, diretor municipal da Estação de Desenvolvimento Agrário, António Sayongo, igualmente funcionário desta dependência do Ministério da Agricultura, António Ferreira Segunda, diretor municipal da Educação, e António Ngando, um cidadão reformado.

Os arguidos, que ontem mesmo viram o Ministério Público (MP) decretar a prisão preventiva deles como medida de coação, são acusados, ainda, de tráfico de influência, recebimento indevido de vantagem, violação de normas orçamentais e burla por defraudação.

Cuanza Santos é suspeito, entre outras fraudes, de ter desviado adubos disponibilizados para famílias camponesas, com a venda, segundo as fontes, a render 25 milhões de Kwanzas, encontrados na conta de uma empresa privada.

A prisão destes gestores coincide com a criação de um gabinete de combate à corrupção em Benguela, província com mais de 30 processos de peculato, alguns já em tribunal, segundo a Procuradoria-Geral da República.

O jurista António Cruz, advogado do administrador do Balombo, confirmou a prisão preventiva, mas explicou que, estando o processo em fase embrionária, prefere adiar os esclarecimentos que se impõem.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG