Links de Acesso

Benguela: Padre Católico preso por alegada corrupção em vendas nas "centralidades"


Centralidade da Baía Farta, Benguela

O director do Instituto Católico Religioso de Angola (ICRA) em Benguela, Padre Valentim Joaquim Jamba, encontra-se detido desde Terça-feira, por suspeita de corrupção na venda de casas nas centralidades da província, soube a VOA de fontes do Serviço de Investigação Criminal.

Padre preso em Benguela por alegada corrupção na venda de habitações - 2:02
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:02 0:00


Duas fontes avançam que o prelado católico, pertencente à Paróquia da Sé Catedral, foi detido com mais de um milhão e 200 mil Kwanzas, valores que terá recebido para favorecer cidadãos interessados nas habitações.

Segundo as fontes da VOA, o padre Joaquim Jamba, na mira do SIC há muitos meses, é suspeito de ter cobrado valores para colocar candidato às habitaçõesem situação privilegiada, longe da previsível azáfama na altura da chamada venda livre, que deve arrancar nos próximos dias.

Não é revelada qualquer ligação do director do ICRA à comissão que trata da venda das casas.

O governador Rui Falcão convocou uma reunião com membros da comissão que trabalha na venda das casas,para analisar as implicações da detenção do padre Joaquim Jamba.

Várias escolas e outras instituições, públicas ou privadas, receberam já quotas para os seus funcionários.

Contactado pela VOA, o porta-voz da Diocese de Benguela, Padre Zeferino Capoco, disse que a Igreja Católica pode avançar com uma posição se achar conveniente.

A activista cívica Sara Paulo pede clareza na distribuição do que falta das seis mil casas erguidas em Benguela.

RD ‘’Andamos todos à espera da venda livre, mas ouvimos sempre que uns estão já a receber. Será que houve algum concurso público? É preciso clareza’’,disse Sara Paulo

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG