Links de Acesso

Autoridades moçambicanas detêm jornalistas em Cabo Delgado


Jornalistas moçambicanos (Arquivo)

MISA-Moçambique pede libertação de dois estrangeiros e um moçambicano, bem como o motorista, impedidos de chegar a Palma

Três jornalistas, sendo dois estrangeiros e um moçambicano e um motorista foram detidos na segunda-feira, 17, pelas nove horas da manhã, pelas Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM),“quando se encontravam a caminho de Palma provientes de Chitolo, Mocímboa da Praia, onde estiveram a trabalhar”.

A denúncia é do Instituto de Comunicação da África Austral (MISA) em Moçambique.

Em comunicado revelado nesta terça-feira, 18, o MISA acrescenta que os repórteres, entre eles o moçambicano Estácios Valoi, encontram-se aindadetidos no Comando Distrital de Palma.

“O MISA Moçambique está preocupado com a situação e pede às autoridades a soltura dos repórteres e a devolução dos equipamentos apreendidos com os respectivos conteúdos recolhidos ao longo da investigação que foi feita com o aval das autoridades competentes”, escreve aquele órgão de defesa da liberdade de imprensa, lembrando que os jornalistas informaram ter tido “autorização dos comandantes local e provincial para trabalhar naquelas zonas”.

“Terminámos o trabalho (em Chitolo). A caminho de Palma, um grupo de soldados mandou-nos parar. Disseram-nos que estavam a cumprir ordens dos que nos autorizaram trabalhar aqui. Levaram as nossas câmeras. Estámos há 45 minutos a espera. Nada nos é dito”, lê-se numa das mensagens enviada pelos repórteres e citada pelo MISA.

Não há qualquer reacção das autoridades.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG