Links de Acesso

Autoridades não recomendam ida de angolanos à Namíbia devido à variante alfa da Covid-19


Médicos estão impedidos de autoirizar transferências de doentes ao país vizinho

As autoridades sanitárias da província angolana da Huíla estão a desaconselhar a população local a viajar para a vizinha república da Namíbia devido à ameaça da variante alfa da Covid-19.

Huíla desencoraja visitas ao Namibe – 1:14
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:14 0:00


Huíla tem grandes ligações com a Namíbia através da província do Cunene na fronteira sul de Angola.

São muitos os angolanos que cruzam a fronteira terrestre sul quer por razões comerciais ou de saúde.

Dois casos da variante alfa já foram diagnosticados e a rápida propagação da estirpe faz soar os alarmes das autoridades sanitárias locais.

O porta-voz do Gabinete Provincial da Saúde da Huíla, Júlio Madaleno, diz mesmo que os médicos estão orientados a não transferirem doentes ao país vizinho.

“Os médicos não estão autorizados a fazerem transferências ou atestados médicos para a vizinha república da Namíbia porque tem a variante alfa que está a fazer das suas e aquelas que têm a tendência de querer fazer o parto na Namíbia sem às vezes uma explicação exaustiva não convinha fazer porque a vizinha república da Namíbia não está em condições”, advertiu Madaleno.

Com perto de 90 óbitos em mais de mil casos diagnosticados a província da Huíla está entre as mais afectadas pela Covid-19 em Angola.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG