Links de Acesso

Autoridades angolanas detêm duas dezenas de militares ligados à Casa de Segurança do PR


João Lourenço fala na posse do novo ministro de Estado e Chefe da Casa de Segurança, Francisco Furtado

As detenções aconteceram na província de Cuando Cubango onde foram apreendidos contentores com Kwanzas

A Procuradoria-Geral da República (PGR) angolana deteve mais de 20 oficiais na província do Cuando Cubango, ainda na sequência da operação “Caranguejo”, lançada em Maio e que levou à detenção do major Pedro Lussaty e à limpeza na Casa de Segurança do Presidente da República.

Oficiais presos no Cuando Cubango – 1:27
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:27 0:00


Na altura, foi também demitido o ministro de Estado e Chefe da Casa de Segurança, Pedro Sebastião.

Entre os detidos em Cuando Cubango, estão o comandante da Casa de Segurança do Presidente da República naquela província, coronel Manuel Correia, o presidente do Cuando Cubango Futebol Clube, capitão Atanásio Lucas José, e pelo menos seis oficiais ligados à área de pessoal e quadros da instituição.

“Diligências continuam para se apurar outras pessoas envolvidas", disse o porta-voz da PGR, Álvaro João, em declarações à Rádio Nacional de Angola.

A Direcção Nacional de Investigação e Acção Penal que efectuou mais de 20 prisões, apreendeu elevadas somas em kwanzas guardadas em contentores.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG