Links de Acesso

Autoridades americanas denunciam roubo de dados de vacina por hackers chineses


O Ministério da Justiça dos Estados Unidos acusou dois hackers chineses de de roubar informações sobre projetos de vacinas contra a Covid-19.

Li Xiaoyu, de 34 anos, e Dong Jiazhi, de 33, também foram acusados de ataques a ativistas de direitos humanos nos Estados Unidos e em Hong Kong.

Na denúncia, o Governo americano afirmou nesta terça-feira, 21, que ambostrabalhavam para o Ministério da Segurança de Estado da China e que são acusados também de violar a propriedade intelectual de empresas nos Estados Unidos e em outros países.

David Bowdich, sub-diretor do FBI, alertou que "os crimes cibernéticos dirigidos pelos serviços de inteligência do Governo chinês ameaçam não apenas os Estados Unidos, mas também o resto dos países que apoiam o jogo limpo, as normas internacionais e o Estado de Direito".

O procurador federal, William Hyslop, disse que os hackers atacaram empresas em todo o mundo e que segredos comerciais, tecnologias e informações pessoais foram roubados.

O Ministério da Justiça acrescentou que os piratas informáticos invadiram também organizações não governamentais, religiosos e ativistas.

Os hackers, que supostamente residem na China, estão fora do alcance da polícia americana.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG