Links de Acesso

Autárquicas "agitam" águas na Huíla


Lubango, capital da Huíla

UNITA admite candidatos independentes e MPLA não quer surpresas

Alguns partidos políticos na província angolana da Huíla começaram a definir os caminhos em direcção às eleições autárquicas anunciadas para 2020.

A UNITA, o maior partido na oposição a nível nacional, anunciou a abertura a candidatos independentes, desde que os interessados reúnam qualidades e capacidades para se tornarem “verdadeiros gestores do bem comum”.

Partidos na Huíla já preparam autárquicas - 1:46
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:45 0:00

O secretário provincial da UNITA, Augusto Samuel, olha para a juventude como o segmento capaz de levar avante este objectivo.

“Nós temos jovens de todos os estratos sociais jovens com vários níveis e o que conta nesta coisa de governação é a capacidade de estudar de identificar os problemas os fenómenos sociais nas localidades e poder resolver os problemas que se levantam nas comunidades”, defende Samuel.

O MPLA, sem ser muito específico quanto às metas a alcançar, promete afinar bem a máquina no decurso do presente ano para não defraudar as suas espectativas.

Embora sejam em contextos diferentes, o partido no poder olha para os resultados das duas últimas eleições gerais (2012 e 2017), em que sempre elegeu cinco deputados como referência a ter em conta.

MPLA aposta na preparação

O primeiro secretário do MPLA, Luís Nunes, sabe que o êxito só virá com uma boa preparação.

“Os grandes desafios para o ano de 2019 consubstanciam-se na criação de condições para elevarmos a qualidade de vida dos huilanos ao mesmo tempo que o partido deverá desenvolver as tarefas superiormente orientadas na preparação das estruturas do partido para as eleições autárquicas de 2020”, explica Nunes.

Lubango, Matala, Caluquembe e Humpata são quatro dos 14 municípios da província da Huíla que se perfilam entre as candidatas às primeiras eleições autárquicas.

Fórum Facebook

Poderá gostar também

XS
SM
MD
LG