Links de Acesso

Aumentam crimes com armas de fogo na Huíla


(Foto de arquivo: REUTERS/Jose Cabezas)

De onde vêm as armas? Questiona administrador do Lubango

O número de crimes cometidos com recurso a armas de fogo continua a ser uma ameaça à tranquilidade de muitos bairros na província da Huíla e no Lubango em particular.

Crimes com armas de fogo aumentam na Huíla – 1:41
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:40 0:00



Dados oficiais dão conta que entre Janeiro a Junho de 2021, quatro homicídios ocorreram de um total de 84 crimes praticados com armas de fogo no período, com o Lubango a registar o maior número de casos.

É perante estes dados que o administrador municipal do Lubango, Armando Vieira, alarmado com a situação, questiona a origem das armas que estão a alimentar o crime.

“ De onde vem as armas de fogo? Há armas de guerra, há armas de caça e em Angola não estou a ver nenhuma loja onde vendem armas, mas há muitas armas a pulularem”, disse,

Apesar das sucessivas campanhas de recolha de armas ocorridas em Angola depois do fim do conflito armado, as armas resultantes da guerra civil ainda justificam os actuais crimes, assim pensa o director-geral do Instituto Superior de Ciências Policiais e Criminais, comissário, Luís da Fonseca Cadete.

Recolher a quantidade de armas em posse da população é ainda um desafio que se coloca, segundo aquele oficial superior da Polícia Nacional, numa missão que reconhece não ser fácil.

“ Há países inclusive que adoptaram um sistema de pagar ao cidadão para que este entregasse a arma, mas mesmo usando este método ainda há problemas de crimes perpetrados por armas de fogo”, disse afirmando no entnato que “isto é um processo no âmbito do desarmamento da população civil”.

Para retirar o maior número de armas possíveis junto da população civil, Angola lançou em 2008 uma ampla campanha de sensibilização e recolha de armas que ao que tudo indica continuam por detrás de muitos crimes violentos.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG