Links de Acesso

Aumenta para três vítimas mortais de explosão em fábrica de alcatrão em Cabinda


Restantes 11 vítimas continuam internadas

Eleva-se para três o número de vítimas mortais na sequência da explosão ocorrida na província angolana de Cabinda no sábado, 21, numa fábrica artesanal de produção de alcatrão e betão betuminosa pertencente ao consórcio chinês Zambiami e China Chang Su.

Das vitimas mortais contam-se um cidadão de nacionalidade chinesa e dois angolanos naturais de Cabinda, enquanto os restantes 11 lutam pela sobrevivência.

De acordo com as autoridades locais, os restos mortais dos cidadãos naturais de Cabinda serão transladados oportunamente para o enclave.

Os trabalhadores fazem parte do grupo de 14 vítimas evacuadas para Luanda depois de terem sido atingidos por um óleo proveniente de uma caldeira artesanal de processamento de alcatrão.

De acordo com o secretário executivo de Protecção Civil e Bombeiros a explosão terá sido provocada “por uma falha humana durante o ensaio de uma máquina rudimentar de produção de asfalto”.

Henrique Capita disse aos jornalistas que os responsáveis da fábrica “não obedeceram os procedimentos de instalação, mas que é necessário deixar os investidores concluírem o seu trabalho”.

As vítimas de explosão foram evacuadas para Luanda por falta de uma unidade especializada em quimados em Cabinda.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG