Links de Acesso

Aumenta número de jornalistas mortos em 2018


Repórteres sem Fronteiras pedem medidas de protecção

Em nove meses foram mortos mais do que em 2017

Cinquenta e seis jornalistas foram mortosn os primeiros nove meses deste ano, ultrapassando o total de mortes de 2017, revelou na quinta-feira, 11, a organização não-governamental Repórteres Sem Fronteiras (RSF).

Em comunicado, o secretário-geral da organização Christophe Deloire afirma que o alarmante número de mortes lembra a necessidade urgente de proteger mais os jornalistas.

Ele pediu a nomeação de um representante especial da ONU encarregado da protecção dos jornalistas, "uma medida apoiada por vários Estados, e 130 empresas de comunicação, organizações e sindicatos pelo mundo".

O Afeganistão é o país mais letal para os profissionais da comunicação, com 13 jornalistas mortos desde o início do ano.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG