Links de Acesso

Associação italiana lamenta situação "deplorável" em Malanje


Bernardo Lepore, presidente da Associação Italiana Moto For Peace

Associação Moto for Peace escala província numa visita a vários países africanos

O presidente da Associação Italiana “Moto For Peace”, Bernardo Lepore, considerou de deplorável a vida da maioria dos angolanos em relação aos recursos naturais que o país detém.

A afirmação foi feita na província angolana de Malanje, onde a associação parou durante uma digressão por seis países da África Subsahariana.

A associação está a documentar a actividade dos missionários católicos, entregar donativos às instituições de caridades da igreja e constatar os problemas das populações.

Lepore reconheceu a dignidade dos angolanos em não serem mendigos, independentemente do elevado índice de pobreza que ele notou existir.

“Nós sabíamos que Angola vinha da colonização e depois de uma guerra longa, mas tínhamos a expectativa de encontrarm um país melhor do que aquilo que vimos, encontramos tanta gente nas aldeias com uma vida miserável, um país que tem tantos recursos naturais e as pessoas vivem numa pobreza extrema”, afirmou.

Na província de Malanje os membros da Moto for Peace entregaram um donativo ao lar feminino da Arquidiocese da Igreja Católica no Dori Lombe, município de Cacuso, e vão disponibilizar dinheiro para construção da escola local.

Namíbia,Angola, Zâmbia, Zimbabwe, Botswana, África do Sul e Lesoto integram a rota da associação voluntária criada em 2001 que engloba agentes da Polícia do Estado Federal da Itália, do Corpo Carabineri, Guardas de Finanças e forças policiais da Bélgica, Austrália e Espanha.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG