Links de Acesso

Assassinato de negro no Brasil aumenta tensão no Dia da Consciência Negra


Violência em Porto Alegre (Foto de Arquivo)

Um dos agressores é polícia militar e o outro segurança de um supermercado em Porto Alegre

Um homem negro foi espancado e morto por dois homens brancos em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, na noite de quinta-feira, 19, véspera do Dia da Consciência Negra, que se assinala nesta sexta-feira,

São esperadas muitas manifestações hoje quando as redes sociais já trazem denúncias e protestos.

João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, foi agredido num supermercado e as imagens da agressão foram gravadas e divulgadas nas redes sociais.

Os dois suspeitos, um de 24 anos e outro de 30 anos, foram presos em flagrante.

Um deles é policia militar, enquanto o segundo é segurança do supermercado.

A polícia investiga o crime como homicídio qualificado.

O espancamento começou após um desentendimento entre a vítima e uma funcionária do supermercado, que ameaça bater nela, tendo então chamado a segurança.

Dados divulgados em agosto pelo Atlas da Violência 2020 indicam que os assassinatos de negros aumentaram 11,5% em 10 anos, enquanto os de não negros caíram 12,9% no mesmo período.

Entre os negros, a taxa de homicídios no Brasil saltou de 34 para 37,8 por 100 mil habitantes entre 2008 e 2018.

O relatório também mostra que, em 2018, os negros representaram 75,7% das vítimas de todos os homicídios.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG