Links de Acesso

Mais De Um Terço Da População Mundial Infectada Com Tuberculose


Mais De Um Terço Da População Mundial Infectada Com Tuberculose

Mais de um terço da população mundial encontra-se infectada com a bactéria que provoca a tuberculose – uma doença conhecida como tuberculose.

Em muitas das pessoas infectadas a bactéria permanece dormente. Mas as pessoas que vivem com o HIV são mais susceptíveis de desenvolver tuberculose activa, pelo facto de a tuberculose ter enfraquecido os sistemas imunitários.

Especialistas da conferência sobre a SIDA sustentam que a vontade política e o financiamento adequado são os únicos obstáculos à redução dos números daquelas mortes.

A tuberculose é uma doença que se transmite pelo ar sendo mais frequentemente transmitida em áreas super povoadas. Todos os anos, registam-se mundialmente mais de nove milhões de novos casos, na sua grande maioria em países em desenvolvimento densamente populosos como a Índia, a China, a Nigéria e o Bangladesh.

Não existe uma vacina contra a estirpe mais comum de tuberculose, mas a doença é tratável e curável. No entanto nas pessoas com HIV, transformou-se na principal causa da morte.

Na recente conferência internacional sobre a SIDA, a parceria para acabar com a tuberculose e a UNISIDA anunciaram um acordo para trabalhar em conjunto para combater as duas doenças com uma estratégia unificada.

O médico Marcos Espinal é o secretário executivo da parceria.

“A infecção dupla da tuberculose e da SIDA é algo que anda em conjunto. Não se trata de algo que venha a desaparecer a menos que sejam aplicadas as medidas necessárias para combater em conjunto as duas epidemias – ou por outras palavras através da integração dos serviços das duas doenças, para que tenhamos a certeza de que as populações em África, na América Latina e na Ásia tenham acesso aos dois géneros de serviços no mesmo centro de saúde”.

As pessoas com o HIV são 20 a trinta vezes mais passíveis de desenvolver a tuberculose das que não tem o HIV. Uma vez que a adquiram, pode matá-las rapidamente, num espaço de poucos meses. Os especialistas adiantam que cerca de 25 por cento das mortes por HIV são devidas à tuberculose.

O médico Espinal sublinha que a parceria para conter a tuberculose destaca que a tuberculose e a SIDA não são apenas questões de saúde. O médico acentua que tem implicações sociais, económicas e de direitos humanos que requer vontade politica para ser reduzida e eventualmente erradicada.

“Temos de assegurar que as pessoas que tomam as decisões, que decidem o financiamento, que decidem do compromisso, recebam claramente a mensagem”.

Os especialistas consideram que no caso do plano global de combate à tuberculose ser financiado e aplicado, milhões de vidas serão salva e milhões de outras pessoas irão receber o tratamento necessário.

XS
SM
MD
LG