Links de Acesso

Arroz oferecido pela China desviado para privados na Guiné-Bissau


Polícia Judiciária apreende cerca de 100 mil toneladas em Bafatá

A Polícia Judiciária (PJ) apreendeu na quarta-feira, 3, cerca de 100 toneladas de arroz, num armazém em Bafatá, no leste do país

O arroz tinha sido oferecido pelo Governo da China para consumo interno, sem fins lucrativos, mas de acordo com a Inspector Coordenador da PJ, Fernando Jorge, o produto foi retirado de Bissau para ser comercializado por privados.

Aquele responsável acrescentou que ninguém foi detido na operação.

“Não queremos avançar o nome do proprietário do armazém, muito menos revelar nomes de pessoas que estão a ser investigados nesse âmbito, em respeito ao princípio de sigilo da justiça, garanto que a investigação continuará porque temos a informação que outra quantidade de arroz destinada à população guineense está armazenada para depois ser comercializada no período da campanha de castanha de cajú”, disse Fernando Jorge aos jornalistas.

A Polícia Judiciária, no entanto, tem pistas de pessoas ligadas à rede de comercialização do produto.

Fontes em Bissau indicam que a s pistas apontam para pessoas ligadas ao poder.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG