Links de Acesso

Apoiantes do Presidente tunisino manifestam-se contra acusações de "golpe"


Manifestantes em Tunis demonstram apoio ao Presidente Kais Saied. Tunísia, 2 de Outubro

Milhares de apoiantes do Presidente tunisino Kais Saied reuniram-se na capital no domingo para mostrar o seu apoio à suspensão do parlamento e promessas de mudar o sistema político.

A manifestação no centro de Tunis foi convocada em resposta aos protestos nas duas semanas anteriores no mesmo local contra as acções de Saied.

Os manifestantes agitaram bandeiras tunisinas e carregaram cartazes contra o Ennahda, o partido islâmico moderado que é o maior no parlamento e actuou como principal antagonista de Saied.

"Pedimos ao Presidente que dissolva o parlamento e responsabilize aqueles que fizeram o povo sofrer por uma década", disse Salem Ajoudi, um dos manifestantes.

O Presidente mergulhou a Tunísia numa crise constitucional em Julho ao suspender o parlamento eleito, demitir o primeiro-ministro e assumir o poder executivo.

No mês passado, ele deixou de lado grande parte da Constituição para dizer que poderia aprovar legislação por decreto, colocando em dúvida as conquistas democráticas da Tunísia desde a revolução de 2011, que desencadeou as revoltas da "primavera árabe" em todo o mundo muçulmano.

A intervenção de Saied seguiu-se a anos de estagnação económica e paralisia política, agravada por um empobrecimento no ano passado, uma campanha de vacinação de início lento e protestos de rua.

Muitos tunisinos atribuem esses males a uma elite política corrupta e egoísta, e vêem Saied, um eleito independente em 2019, como um campeão do cidadão comum.

Entre os seus partidários, a intervenção de Saied é amplamente considerada como um reinício há muito esperado de um experimento democrático que desviou o curso de interesses estabelecidos.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG