Links de Acesso

Bolsonaro recebe apoio às suas reformas


Manifestações de domingo contrapoem às do dia 15 contra o Presidente brasileiro

Todos os Estados brasileiros e o Distrito federal registaram manifestações a favor do presidente Jair Bolsonaro, no domingo, 26.

Milhares de apoiantes saíram às ruas em 156 cidades defendendo propostas como as reformas ministerial e da Previdência e o pacote anticrime do ex-juiz responsável pela Lava Jato e actual ministro Sérgio Moro

Apoiantes de Bolsonaro saem às ruas em defesa do novo governo
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:40 0:00

As convocatórias ganharam força após os protestos em defesa da educação, contra os cortes anunciados pelo Governo para os ensinos superior e técnico federais.

Houve, ainda, grupo de manifestantes que pedia o encerramento do Congresso, o que é ilegal, inconstitucional e contra a democracia.

Ao participar de um culto no Rio de Janeiro, o Presidente Jair Bolsonaro disse que as manifestações pró-Governo são um "recado" aos que "teimam com velhas práticas" e, segundo afirmou, não permitem que o "povo se liberte".

Ele disse que a manifestação era "espontânea", tinha pauta definida e respeitou leis e instituições.

Na entrevista que concedeu à TV Record, Jair Bolsonaro tentou recuar da expressão “idiotas úteis”, mas acabou chamando parte de professores de “inescrupulosos”.

Ele disse que exagerou na expressão que empregou para se referir aos manifestantes que foram às ruas no dia 15 protestar contra o contingenciamento de recursos da Educação.

“Eu exagerei, concordo, exagerei. O certo são inocentes úteis. São garotos inocentes, nem sabiam o que estavam fazendo lá. Na teoria, usa-se a inocência das pessoas para atingir o objetivo. Uma vez atingido, as primeiras vítimas são exatamente essas pessoas. Então a garotada foi na rua contra corte na educação. Não houve corte, houve contingenciamento", disse.

E explicou: "Eu deixei de gastar, não tirei dinheiro. Segurei aproximadamente 3,6% do montante, que seria 30% de 12% das despesas discricionárias e a molecada foi usada por professores inescrupulosos para fazer manifestação política contra o Governo”.

Fórum Facebook

Poderá gostar também

XS
SM
MD
LG