Links de Acesso

Após 26 anos fugido capturado um dos principais financiadores do massacre de 1994 no Ruanda


Neste prédio no subúrbiode Paris vivia Felicien Kabuga

A polícia francesa prendeu um homem acusado de financiar milícias que massacraram centenas de milhares de pessoas em Ruanda em 1994.

O Ministério da Justiça francês disse que a polícia prendeu Felicien Kabuga perto de Paris que se encontrava fugido há 26 anos . Kabuga de 84 anos de idade era o homem mais procurado do Ruanda e um dos últimos principais suspeitos no massacre de cerca de 800 mil tutsis e hutus moderados por extremistas hutus em 1994.

Kabuga, que era um dos homens mais ricos de Ruanda, foi indiciado em 1997 por uma acusação de genocídio e seis outras acusações criminais, pelo tribunal internacional estabelecido pelas Nações Unidas.

Os Estados Unidos ofereciam uma recompensa de 5 milhōes de dólares por informação que levasse à captura de Kabuga que supostamente financiou a compra de grandes quantidades de machetes e ferramentas agrícolas usadas como armas durante o genocídio, informou um site de notícias da ONU.

Serge Brammertz, principal procurador da ONU para o genocídio no Ruanda

do Mecanismo para os Tribunais Internacionais (MPTI), a detenção "vem lembrar" que "todos os suspeitos de genocídio podem ser responsabilizados, mesmo 26 anos depois dos seus crimes".

Kabuga, que vivia com identidade falsa a norte da capital francesa, comparecerá em tribunal em Paris antes de ser levado perante o tribunal internacional de Haia. As autoridades judiciais internacionais continuam a tentar encontrar dois outros suspeitos de genocídio ruandês Augustin Bizimana e Protais Mpiranya

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG