Links de Acesso

Antigo conselheiro de Segurança Nacional admite depor no julgamento da impugnação de Trump


John Bolton recusou comparecer na Câmara dos Representantes

O antigo conselheiro de Segurança Nacional do Presidente americano, Donald Trump, John Bolton, disse estar disposto a testemunhar no julgamento de impugnação no Senado se for intimado.

"A Câmara concluiu a sua responsabilidade constitucional adoptando artigos de impugnação relacionados à questão da Ucrânia. Agora cabe ao Senado cumprir a sua obrigação constitucional de julgar a impugnação, e não parece possível que uma resolução judicial final das questões constitucionais não respondidas podem ser obtidas antes que o Senado actue ", afirmou Bolton em comunicado no qual diz que concluiu que, "se o Senado emitir uma intimação para meu testemunho, estou preparado para testemunhar. "

A Casa Branca não respondeu comentou a decisão de Bolton que não compareceu quando foi convidado para testemunhar na Câmara dos Representantes.

O Presidente DonaldTrump demitiu Bolton a 10 de Setembro, por "discordâncias fundamentais" sobre como lidar com políticas externas em relação ao Irão, Coreia do Norte e Afeganistão.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG