Links de Acesso

Angolanos não estão entre as vítimas da violência na África do Sul


Embaixada desmente rumores de visita de João Lourenço a Pretória

A embaixada de Angola em Pretória assegurou que "não há angolanos afectados" pela onda de xenofobia contra estrangeiros na África do Sul, que deixou já 12 mortos nas últimas semanas.

Em comunicado divulgado nesta terça-feira, 10, a representação diplomática de Luanda apelou à calma das comunidades angolanas ali residentes e felicitou "a pronta resposta das autoridades sul-africanas em assegurar a protecção das vítimas e responsabilizar criminalmente os autores da onda de afro-fobia".

A embaixada também afirma não ser verdade que o Presidente João Lourenço tenha ordenado o repatriamento de angolanos e o encerramento da embaixada, como indicam rumores postos a circular nas redes sociais.

“A informação é falsa, descabida, tendenciosa e visa desacreditar as excelentes relações diplomáticas, de amizade e de cooperação”, diz a nota.

Desde o início dos ataques contra estrangeiros em Joanesburgo e noutras cidades sul-africanas 12 pessoas morreram e milhares deixaram o país.

Ontem, eram esperados cerca de 400 moçambicanos em Maputo, enquanto amanhã, 11, 640 nigerianos abandonam a África do Sul.

Cerca de 500 moçambicanos tiveram as suas casas queimadas.

Fórum Facebook

Poderá gostar também

XS
SM
MD
LG