Links de Acesso

Angola: PRS opõe-se ao gradualismo geográfico para as autárquicas


Benedito Daniel adverte para convulsões no país

O Partido da Renovação Social (PRS) de Angola opõe-se ao proposto “gradualismo geográfico” para as eleições autárquicas de Angola.

A iniciativa do Governo visa implementar as autárquicas gradualmente em vez de realizar as eleições locais ao mesmo tempo em todas as autarquias.

PRS contra gradualismo nas autárquicas - 1:20
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:20 0:00

A posição do partido foi manifestada pelo seu presidente Benedito Daniel à margem da segunda reunião ordinária do Conselho Politico, uma espécie de Comité Central.

Ele disse à VOA que o gradualismo geográfico è perigoso para o Angola "porque o país poder cair em convulsões sociais".

Benedito Daniel
Benedito Daniel

Daniel afirmou que Angola já conhece assimetrias regionais muito grandes para se insistir em eleições autárquicas numas zonas e noutras não.

Depois de o maior partido da oposição, a UNITA, ter declarada a sua oposição à proposta do Governo, o líder da quarta maior força do país adverte que se o Executivo de João Lourenço insistir no gradualismo geográfico para as eleições autárquicas o país pode enfrentar dias menos bons,

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG