Links de Acesso

Angola "namora" investidores americanos para exploração de minérios


Chefe da diplomacia avistou-se com representante do Conselho Nacional de Segurança

A ofensiva para atraír investimentos americanos para Angola continua nesta quarta-feira, 25, com um encontro em Nova Iorque entre representantes do Governo de Luanda e potenciais investidores no sector mineiro.

Ao mesmo tempo, no campo político, os dois paises intensificam os seus contactos ao mais alto nível.

O ministro das Relações Exteriores de Angola, Manuel Augusto, que faz parte da delegação à Assembleia Geral da ONU, avistou-se com Elizabeth Ering Walsh, responsável para África no Conselho Nacional de Segurança na Casa Branca.

Por agora, desconhecem-se pormenores concretos do encontro, mas os medias angolanos disseram que, no encontro, Walsh elogiou as reformas levadas a cabo pelo Presidente João Lourenço e frisou que os Estados Unidos querem aprofundar as suas relações com Angola

Nesta quarta-feira, representantes do Ministério dos Recursos Naturais e Petróleo vão “apresentar e clarificar a potenciais investidores, o potencial para a exploração e concessões para a exploração de diamantes, ferro e fosfatos nas províncias de Cabinda, Kwanza Norte, Lunda Norte, Lunda Sul e Zaire”, lê-se uma nota de imprensa daquele ministério.

Companhias nacionais e estrangeiras, bancos, embaixadas, câmaras de comércio e indúsria, associações profissionais “e outras partes interessadas” foram convidadas a participar no encontro.

Vários documentos sobre zonas de investimentos foram preparadas, incluindo dados sore a prospecção de fosfatos em Cacata, Cabinda e Lucunga, na província do Zaire, ferro em Kitungo no Kwanza Norte e diamantes na Lunda Norte e Lunda Sul.

"Nova Angola aberta ao mundo"

Desde a sua chegada a Nova Iorque, no fim de semana passado, a delegação chefiada pelo Presidente angolano João Lourenço tem vindo a sublinhar em encontros e discursos a “nova Angola aberta ao mundo”.

Lourenço participou num encontro a portas-fechadas com o Conselho Empresarial para a Compreensão Internacional, no qual apresentou o programa do seu Governo no Centro para Política Externa.

O Chefe de Estado angolano manteve também um encontro com o presidente da companhia petrolifera Chevron Mike Wieth, com quem discutiu as actividades da companhia em Angola.

Depois do encontro, Wieth afirmou que a Chevron tenciona expandir as suas actividades em Angola e acrecentou ter recebido do presidente angolano apoio para as suas actividades e projectos em território angolano.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG