Links de Acesso

Angola: Dezenas de milhar de pessoas sem água no Cacuso


Dezenas de milhar de pessoas estão afectadas pela falta de água no município angolano do Cacuso, em Malanje, apesar da área seratravessada pelos rios Kwanzas e Lucala.

Falta de água no Cacuso - 2:06
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:07 0:00


O Regedor José Barros disse que programas concebidos pelo Ministério de Energia e Águas como “Água para Todos” não são concluídos ou estão aquém das necessidades dos habitantes.

População tem que caminhar distâncias paa encontrar água
População tem que caminhar distâncias paa encontrar água

O administrador municipal de Cacuso, Caetano da Rita Tinta,disse que são necessários cerca de cinco a seis mil milhões de Kwanzas para a solução definitiva do problema a partir do rio Lucala.

"O estudo que está a ser feito a nível do município (...) para darmos uma resposta definitiva para o problema de água, temos que tirar água a partir do rio Lucala. e nós já temos três empresas que nos apresentaram as suas propostas e o valor está a rondar entre cinco e seis bilhões de kwanzas", garantiu.

Nesta altura está em curso a recuperação do sistema de captação, tratamento e distribuição de água construído durante o período colonial para minimizar a crise na capital daquela municipalidade.

O governador de Malanje, Norberto Fernandes dos Santos, que justificou o incumprimento de muitos projectos sociais em consequência da desaceleração da economia nacional, disse que o Plano Integrado de Intervenção nos Municípios desta província reserva acções concretas para o sector das águas em Cacuso.

O Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM) 2019 na província de Malanje começar a ser implementado apenas em 2020 e tem uma componente financeira avaliada em 26 mil milhões e 700 milhões de Kwanzas.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG