Links de Acesso

Analistas elogiam nova liderança da Renamo


Ossufo Momade, presidente interino da Renamo

O processo de desmilitarização da Renamo está a ser caracterizado por um grande entusiasmo, resultante da mudança de liderança do partido, dizem analistas, que consideram Ossufo Momade um líder moderado.

Analistas elogiam nova liderança da Renamo
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:48 0:00

Ossufo Momade deslocou-se a Gorongosa, no passado fim-de-semana, para testemunhar a desmobilização de mais de 400 guerrilheiros da Renamo, e assumiu que o processo é irreversível, desde que não existam obstáculos do lado do Governo.

Ataques da Junta Militar da Renamo continuam a ameaçar processo de paz
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:29 0:00

Recorde-se que durante muito tempo, a Renamo usou o seu braço armado como elemento de pressão sobre o Governo de Moçambique para implementar reformas democráticas no país.

"Este entusiasmo tem a ver com a mudança de liderança na Renamo, de uma liderança com uma ambição suprema, para a actual liderança mais moderada de Ossufo Momade, diferentemente da de Afonso Dhlakama, que em muitos momentos retomou as armas e manteve homens armados durante esses anos todos", afirmou o analista Moisés Mabunda.

Trinta anos de armas em punho

Ele avançou que outro factor que contribui para o entusiasmo na desmolização da Renamo, tem a ver com "o facto de os próprios guerrilheiros estarem cansados de viver de armas; foram mais de 30 anos a viver de armas em punho. Mas acima de tudo, isto tem a ver com o novo líder".

Por seu turno, o professor de relações internacionais Calton Cadeado enaltece a boa vontade da atual liderança da Renamo relativamente ao processo de desmilitarização, desmobilização e reintegração, o chamado DDR, sem a qual o mesmo não tinha como avançar.

Aquele académico disse que "toda a liderança da Renamo está engajada neste processo, com Ossufo Momade a fazer um discurso coerente e consequente e o secretário-geral da Renamo também a fazer um discurso consequente".

De igual modo, o comentarista Egídio Vaz, referiu que "dentro de um contexto altamente politizado, Ossufo Momade consegue a necessária acalmia e o compromisso da paz dentro da Renamo, fazendo com que o Partido se movimente em direcção à total desmobilização do seu braço armado".

Visão

Outras correntes de opinião fazem notar a existência de novas dinâmicas dentro da Renamo, resultantes, entre outros factores, da integração de figuras importantes da classe académica moçambicana com outra visão sobre o funcionamento de partidos.

Pelo sim, pelo não, o filósofo Alberto Ferreira, deputado da Assembleia da República pela bancada da Renamo, diz que numa democracia, não se justifica a existência de partidos com armas.

"Eu fico contente na medida em que a Renamo vai deixar de ser militar para ser Partido político, e isso é muito importante; também é importante que o estado moçambicano não tenha partidos políticos armados", realçou aquele parlamentar.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG