Links de Acesso

Americanos marcham contra os últimos tiroteios policiais


Manifestação no Brooklyn Center

Marchas acontecem em Minnesota, Chicago e Portland

Manifestantes em várias cidades dos EUA foram às ruas, na sexta-feira, pedindo mudanças e responsabilização sobre os últimos relatórios de tiroteios policiais.

Os protestos são reportados em várias cidades e arredores, incluindo Minnesota, Chicago e Portland.

No Brooklyn Center, Minnesota, as manifestações continuaram na sede da polícia local, após Daunte Wright, um afro-americano de 20 anos ter sido baleado mortalmente pela polícia no domingo.

Kim Potter, que atirou contra Wright, fez sua primeira aparição no tribunal, na quinta-feira sob a acusação de homicídio de segundo grau.

O chefe de polícia Tim Gannon disse aos repórteres que Potter atirou em Wright quando ela pretendia usar seu Taser.

Após o tiroteio, Potter e Gannon pediram demissão do Departamento de Polícia do Brooklyn Center.

O Brooklyn Center fica a uma curta distância do local onde o afro-americano George Floyd, 46 anos, morreu sob custódia policial, no ano passado.

O ex-polícia de Minneapolis, Derek Chauvin, pressionou o joelho no pescoço de Floyd, o que os procuradores dizem que durou até 9 minutos e meio.

O julgamento de Chauvin está em andamento em Minnesota.

Mais protestos

Noutros lugares, os protestos continuaram desde o tiroteio de domingo.

Na sexta-feira, centenas de manifestantes se reuniram em frente a um parque no lado noroeste de Chicago, protestando contra o tiroteio da polícia contra Adam Toledo, um rapaz hispânico de 13 anos.

O aluno da sétima classe foi baleado, no mês passado, mas a polícia só divulgou a filmagem do agente Eric Stillman, na quinta-feira, mostrando que Toledo foi baleado de mão levantadas e desarmadas.

O vídeo mostra Toledo atirando algo no chão, antes de levantar as mãos, mas é difícil determinar o que o adolescente segurava. A polícia diz que foi uma arma.

Uma arma foi descoberta no local, de acordo com relatórios da polícia.

As revelações das filmagens da câmera corporal aumentam a tensão sobre o policiamento em Chicago e noutras partes dos EUA, especialmente nos bairros negros e latinos.

Violência

Em Portland, Oregon, os manifestantes ficaram violentos, na sexta-feira, por causa de altercações com a polícia.

Os manifestantes quebraram janelas, jogaram fogo de artifício e incendiaram o a Associação da Polícia de Portland.

A polícia declarou os protestos como “motins”, pois este foi o terceiro incidente em cinco dias, durante o qual as manifestações de memória se tornaram violentas.

Anteriormente, houve um tiroteio fatal da polícia em Portland, de acordo com um jornal local The Oregonian.

O jornal disse que normalmente não revela a raça, a menos que seja relevante. No entanto, como o tiroteio ocorreu em meio de acusações raciais, foi revelado que a vítima era um homem branco na casa dos 30 anos.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG