Links de Acesso

Alto dirigente do Governo angolano detido no Bié


Governo Provincial Bié, Angola

O director jurídico do Governo é acusado de burla num valor de quatro milhões de kwanzas

Carlos Januário foi detido na passada Sexta-feira, 24 de Agosto, pelas
autoridades policiais acusado por crimes de burla e fraude contra uma cidadã quando pretendia candidatar-se a uma residência na centralidade “Horizonte”.

Fontes da polícia disseram à VOA que existem fortes indícios de crime cuja quantia cobrada à cidadã ronda à volta de quatro milhões de kwanzas.

Por seu turno, o Procurador Geral da República, José Kolelo, disse que o processo foi remetido à policia, tendo confirmado a sua captura e detenção.

“O processo já foi introduzido em juízo e corre os seus termos legais por crime de burla e defraudação” disse Kolelo para quem o caso já tem tudo para transitar para julgado.

José Kolela advertiu também que não obstante do caso já ter sido
pronunciado, o cidadão continua a gozar do principio da presunção da inocência.

“Todo cidadão segundo a lei antes do julgamento goza do principio
da presunção de inocência. Por isso é uma questão de aguardar
pelo desfecho do caso em julgado” disse o magistrado do Ministério
Público.

Carlos Januário de Almeida foi reconduzido à direcção do Gabinete Jurídico do Governo Provincial do Bié em Abril de 2018, pelo governador Álvaro Boavida Neto.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG