Links de Acesso

Alfabetizadores angolanos "desesperam-se" há quatro anos sem salários


Verba para saldar a dívida não está no OGE de 2020

Os alfabetizadores das 18 províncias angolanas não recebem salarios há mais de quatro anos, revelou a responsavel da Associação Angolana para Educação de Adulto que representa a Coordenação da Rede de Educação Para Todos.

A verba para pagar os slários em atrasado sequer está incluída no Orçamento Geral do Estado (OGE) de 2020.

“A nível da Associaçao tínhamos 240 alfabetizadores, hoje temos 65 e 38 trabalham de forma voluntária”, conta Arlete Lucas, para que, no entanto, “o trabalho não parou.

A crise económica tem sido citada como causa da falta de pagamento “porque a maior parte do orçamento sai do petróleo”.

A antiga ministra da Educação, Cândida Teixeira, garantiu que o Ministério da Educação, em coordenação com o Ministério das Finanças, trabalharia para resolver o problema, mas até agora as respostas não surgem.

A VOA tentou sem sucesso contactar o Ministério da Educação.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG