Links de Acesso

Agentes da Inteligência Nacional do Afeganistão matam 16 colegas e juntam-se aos Talibã


Segundo autoridades afegãs, quatro operativos na agência nacional de inteligência mataram a tiros 16 dos seus colegas antes de fugirem para se juntarem ao grupo Talibã, na província de Helmand.

O raro ataque aconteceu durante a noite nas instalações ligadas à Direcção Nacional de Segurança (NDS) no distrito de Gerishk, disseram fontes da segurança à Voz da América.

Omar Zawak, porta-voz provincial do governo, confirmou o incidente que aconteceu ao mesmo tempo que outro ataque levado a cabo pelos Talibã, ao Centro do NDS.

Zawak disse haver baixas tanto do lado das forças de segurança afegãs, como dos Talibã, mas não avançou mais detalhes.

Os Talibã reivindicaram o ataque, afirmando que três infiltrados foram responsáveis pelo mesmo, tendo roubado armas e equipamento das instalacões.

As vítimas do ataque pertenciam à unidade “Songaryan” da NDS em Helmand. Esta unidade tem desempenhado um papel importante na recolha de informação sobre os Talibã neste distrito volátil de Helmand para a NDS.

Simpatizantes dos Talibã ou infiltrados no exército afegão e forças policiais levam a cabo ataques infiltrados de rotina, mas estes incidentes são extremamente raros em instalações da NDS no Afeganistão.

Os insurgentes controlam ou contestam a maior parte dos 14 distritos de Helmand, a maior província afegã e uma das principais regiões de produção de papoilas do mundo.

O comércio ilegal de narcóticos dinancia 65 por cento das actividades dos insurgentes e o exército americano lançou recentemente uma nova campanha aérea para destruir laboratórios de drogas, numa aposta para criar disrupção nos recursos financeiros em Helmand, que faz fronteira com o Paquistão.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG