Links de Acesso

Agência de inteligência americana diz acreditar que novo coronavírus não foi criado por humanos


A principal agência de inteligência dos Estados Unidos disse nesta quinta-feira, 30, que a comunidade de inteligência do país acredita que o vírus da Covid-19 surgido na China não foi feito pelo homem nem geneticamente modificado.

O comunicado do Escritório do Diretor de Inteligência Nacional (Odni) contradiz teorias conspiratórias veiculadas por ativistas anti-China e alguns apoiantes do próprio Presidente Donald Trump, que insinuam que o virus foi desenvolvido por cientistas chineses num laboratório de armas biológicas, de onde terá saído.

“A Comunidade de Inteligência (IC) também concorda com o consenso científico abrangente de que o vírus da Covid-19 não foi feito pelo homem ou geneticamente modificado”, lê no comunicado, acrescentando que “a IC continuará a examinar rigorosamente a informação e as informações que surgirem para determinar se o surto começou através do contato com animais infetados ou se foi o resultado de um acidente num laboratório de Wuhan”.

Autoridades americanas continuam a admitir que o novo coronavírus surgiu naturalmente num mercado de carne de Wuhan ou pode ter escapado de um dos dois laboratórios governamentais naquela cidade que estaria a realizar pesquisas civis sobre possíveis riscos biológicos.

O Presidente americano, que tem responsabilizado o Governo chinês pela pandemia global, reiterou numa entrevista à Reuters ontem que a forma como Pequim tem tratado a situação, prova que “fará tudoo que puder” para impedir a sua reeleição em novembro.

Ele admitiu estar a analisar diversas opções para retaliar Pequim.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG