Links de Acesso

África do Sul: Zuma diz que é inocente e julgamento adiado para Junho


Jacob Zuma dirigindo-se aos apoiantes após a audiência, Durban, KwaZulu-Natal, 6 de Abril, 2018.

Zuma diz que acusções de corrupção são "políticas".

O julgamento do ex-presidente sul-africano Jacob Zuma, acusado de corrupção num caso de venda de armas ocorrido há duas décadas, foi adiado para 8 de junho, após uma breve audiência preliminar.

A pedido da acusação e da defesa, o juiz adiou o julgamento para 8 de junho - uma "data provisória", reporta a AFP.

A Justiça suspeita que Zuma tenha aceite, em 1999, suborno num contrato de armamento de mais de cinco mil milhões de dólares firmado pela África do Sul com várias empresas estrangeiras, incluindo a Thales, da França.

Após a primeira audiência, Zuma disse que as acusações são "políticas".

"Estas acusações foram anuladas e, agora, são relançadas. Está claro que são políticas", disse Zuma, em zulu, para uma audiência de mais de mil pessoas, junto ao Palácio de Justiça de Durban.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG