Links de Acesso

Advogados angolanos acusam IURD de forçar seus pastores a fazerem vasectomia


Processo-crime foi entregue à PGR

Uma equipa de advogados angolanos remeteu recentemente à Procuradoria-Geral da República (PGR) um processo-crime contra a Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), por estar a submeter os seus pastores a vasectomias.

Advogados dizem que o proceso é feito através de extrema coação

Advogados angolanos levam IURD a tribunal - 2:20
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:20 0:00

Francisco Sousa Augusto, advogado de um dos pastores que alegadamente foi submetido a uma vasectomia, a IURD "incorre nos crimes de ofensas corporais graves e de associação de malfeitores".

O causídico afirma que são vários os homens nessa situação que, na sua maioria, foram coagidos a serem submetidos a vasectomies, enquanto outros foram ludibriados quando lhes foi dito que iam participar num programa de planeamento familiar.

“O meu constituinte foi informado que era um mero plano familiar, mas que veio a consumar-se numa prática de vasectomia”, disse.

A VOA tentou obter uma reacção da IURD, mas sem sucesso.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG